Quem somos

Histórico e desenvolvimento da instituição de Ensino

A Instituição Tangaraense de Ensino e Cultura foi idealizada e fundada pelo Dr. Wilson Dalto, que chegou em Tangará da Serra em dezembro do ano de 1975  para residir, advogar e construir sua vida profissionalmente. Após 10(dez) anos de vivência nesta cidade, sentiu-se no dever de contribuir com o desenvolvimento do município na área educacional e, em 1985, fundou a ITEC – Instituição Tangaraense de Ensino e Cultura, criando o Curso de Pedagogia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Tangará da Serra.

No ano de 1989 realizou seu primeiro vestibular, oferecendo cem vagas, totalmente preenchidas. Algum tempo depois surgiu a necessidade de mudar o nome da faculdade, em virtude da posterior criação de outra faculdade com o mesmo nome, neste município, além da intenção de seus diretores de simplificar o nome da faculdade sem perder sua identidade vocacional, passando, então, a denominá-la de “Faculdade de Educação de Tangará da Serra”, porque os objetivos educacionais da ITEC encaixavam-se perfeitamente no conceito de Faculdade de Educação, podendo oferecer os mais variados cursos, dentro desta nova nomenclatura da faculdade.

No inicio, a Faculdade de Educação da ITEC funcionou em prédio cedido pela Escola Estadual de 1º e 2º Graus “Ramon Sanches Marques”, durante dois anos. Em 1991 a Faculdade mudou-se para prédio próprio, localizado à Rua José Corsino, nº 1037-W, no parque das Mansões, em Tangará da Serra.

O Curso de Pedagogia teve como principal objetivo formar professores para atuar no ensino fundamental e básico, uma vez que naquela época havia muita falta de professores devidamente qualificados para ministrar aulas no ensino de 1º e 2º Graus.

Muitos eram os professores “leigos”, sem qualificação adequada, que ministravam aulas, oferecendo uma fraca qualidade de ensino e, consequentemente, comprometendo o futuro escolar das crianças, entre elas os nossos filhos.

Pressentiu o Dr. Wilson Dalto, naquela época, que era urgente e extremamente necessária a criação de um curso que viesse qualificar professores para oferecer uma escolaridade de boa qualidade às crianças, daí a idéia de se criar um curso superior de ensino que viesse atender a essa premente necessidade social.

A par desse objetivo maior, outro era almejado pela ITEC, qual seja o de promover o desenvolvimento educacional no município de Tangará da Serra e contribuir para o desenvolvimento social deste município e de todos os municípios circunvizinhos.

Para proporcionar aos seus alunos melhores condições para realização de estudos e pesquisas a ITEC adquiriu cerca de 2.500 obras, distribuídas em 1.500 títulos, aproximadamente, para composição do acervo bibliotecário da Faculdade, que hoje conta com mais de 5.000 títulos.

A primeira colação de grau ocorreu no dia 26 de março de 1993, às 20h, no Tangará Tênis Clube.

Como consequência da boa qualidade de ensino oferecido pelo Curso de Pedagogia da ITEC aos seus alunos, houve uma sensível melhora no nível escolar e cultural da população estudantil de Tangará da Serra e também dos municípios circunvizinhos atendidos pela Faculdade de Educação da ITEC.

A formação e a boa qualificação de profissionais para atuar na área da Educação foi decisiva na melhoria da qualidade do ensino em Tangará da Serra e região, em todos os seus níveis.

A Faculdade de Educação da ITEC já formou mais de 700 alunos, divididos em 21 turmas em Tangará da Serra e região.

Hoje, diretores e professores sentem-se gratificados por terem contribuído para a formação de bons pedagogos, educadores e bons professores, que atuam em várias escolas, faculdades e universidades de nossa região, em diversos setores de destaque.

Desde o início de seu funcionamento a Faculdade de Educação da ITEC vem desenvolvendo projetos sociais de grande importância para a comunidade, entre os quais menciona os seguintes:

“PROALFA”

A Faculdade de Educação da ITEC oferece, gratuitamente, desde 1992, o Curso de “Alfabetização de Adultos – PROALFA” que, juntamente com os parceiros, visa promover a erradicação do analfabetismo no município de Tangará da Serra e nos municípios circunvizinhos, contribuindo, desta forma, com a diminuição das injustiças sociais de que são vítimas as pessoas analfabetas, na sua maioria exploradas pelo trabalho desumano a que são submetidas, recebendo salários irrisórios e até mesmo trabalhando em regime de semi-escravidão.

Os diretores da ITEC sempre se preocuparam com o desenvolvimento social do município, e o PROALFA é, desde sua criação, o seu projeto de maior relevância social.

Com o PROALFA, a ITEC almeja levar dignidade e respeito aos homens e mulheres analfabetos, livrando-os da cegueira do analfabetismo, oferecendo-lhes a luz do conhecimento, através da leitura, da escrita e da aritmética, para que se tornem cidadãos respeitados, não se deixando escravizar pelo trabalho desumano e mal remunerado e para que sejam capazes de lutar por seus direitos sociais.

Os diretores da ITEC acreditam na permanente consecução desses objetivos, que desde a implantação do PROALFA estão sendo alcançados e realizados com absoluto êxito, sendo um dos projetos de alfabetização de jovens e adultos de maior sucesso no Brasil.

O êxito desse projeto, acredita seu idealizador, está no seu caráter filantrópico, totalmente gratuito, o que denota a espontaneidade e boa vontade de seus executores, que são os próprios alunos da Faculdade de Educação da ITEC, na sua fase de estágio supervisionado, sendo coordenado pelos professores da Faculdade.

Ao longo dos 20(vinte) anos de existência do PROALFA a ITEC, através de sua Faculdade de Educação, já alfabetizou mais de 1.800(um mil e oitocentas) pessoas nos municípios de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Barra do Bugres, Nova Olímpia, Arenápolis, Nortelância, Denize e  Santo Afonso, sendo a grande maioria de Tangará da Serra.

Todos os alunos formados pela Faculdade de Educação da ITEC contribuíram com esse projeto e são merecedores de reconhecimento.

“CONSTRUINDO EU APRENDO”

A Faculdade de Educação também executou, gratuitamente, o “Projeto Construindo eu Aprendo”, com o objetivo de oferecer à comunidade escolar tangaraense  apoio pedagógico e psicológico a alunos da “rede pública de ensino municipal”, através de aulas de reforço semanal ministradas por  acadêmicos do Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação, proporcionando  aos alunos da rede municipal de ensino atividades diferenciadas e significativas que possibilitam a aquisição de habilidades de leitura e escrita convencional.

Com esse projeto a ITEC contribuiu também, indiretamente, para que o Município economizasse recursos que seriam destinados a mobilização de professores para execução dessa tarefa.

“RECREAÇÃO NA CASA DA SOPA”

Outro projeto de grande relevância social foi o “Projeto de Recreação”, desenvolvido na Casa da Sopa, todos os sábados, por dois anos consecutivos, também executado pelos acadêmicos do Curso de Pedagogia junto às crianças daquela instituição.

 

“SEMANA DA PEDAGOGIA”

A “Semana da Pedagogia” é mais um grande evento realizado anualmente pela Faculdade de Educação da ITEC,

Durante a realização da Semana da Pedagogia são proferidas palestras por renomados profissionais especialistas, que discorrem sobre os temas escolhidos para serem debatidos durante o evento.

Durante esse período os acadêmicos, professores da ITEC e demais participantes trocam idéias e discutem sobre os temas das palestras e sobre fatos relevantes que possam contribuir para a melhoria da qualidade de ensino.

É, também, objetivo da Semana da Pedagogia, a integração entre acadêmicos e a comunidade, possibilitando discussões e análise de referências atuais sobre Educação, revendo conceitos, levando o pedagogo a fazer uma reflexão com o que está aprendendo em sala de aula.

Atualmente, uma grande parte dos professores que atuam nas escolas públicas e particulares de Tangará da Serra e dos municípios circunvizinhos formaram-se no Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação da ITEC, cujos professores contribuíram decisivamente para que Tangará da Serra se tornasse uma das cidades com  excelente qualidade de ensino do Estado de Mato Grosso.

Muitos são, também, os professores universitários atuando nas outras desta cidade, que se formaram pela Faculdade de Educação da ITEC, e centenas os professores que fizeram pós graduação “lato sensu” nos cursos de especialização oferecidos pela ITEC, qualificando-os para ministrar aulas no ensino superior.

A ITEC, por seus diretores, por seu corpo docente, administrativo e discente orgulha-se de ter contribuído e de estar contribuindo para o desenvolvimento de Tangará da Serra.

A Faculdade de Educação da ITEC, hoje vem recebendo de vários segmentos da educação o reconhecimento pelo excelente trabalho prestado na área da educação em Tangará da Serra e região. No ano de 2009 recebeu do Guia do Estudante da Editora Abril através de avaliação anual de cursos superiores, o certificado de que o curso de Pedagogia da Faculdade de Educação de Tangará da Serra foi avaliado como um dos melhores no ano de 2009.

Já em junho de 2010, a Faculdade de Educação da ITEC recebeu, através de seus diretores na cidade de São Paulo o prêmio qualidade panamericano pelo excelente trabalho desenvolvido na área da educação.

Após todos estes anos de serviços prestados à educação de Tangará da Serra e região, no ano de 2011, a ITEC encerrou suas atividades como mantenedora da Faculdade de Educação de Tangará da Serra, transferindo suas atividades para a UNISERRA – Unidade de Ensino Superior de Tangará da Serra LTDA, sociedade civil de direito privado, inscrito no CNPJ sob no 12.935.851/0001-05, a nova mantenedora da FAEST – Faculdade de Educação de Tangará da Serra, com sede à Rua Deputado Hitler Sansão, 1038-W, Jardim do Lago – Tangará da Serra – MT, e seus novos mantenedores darão continuidade considerando os mesmos objetivos educacionais, mas com o intuito de ampliar a oferta de cursos desta IES, continuando assim a prestação de serviços importantes à sociedade, por meio do desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da extensão, bem como desenvolver ações de responsabilidade social, incluindo a sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social da região, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural.

%d blogueiros gostam disto: